Azulejo Português

A origem do azulejo português data do século XVI, na Península Ibérica, quando essas peças eram feitas nas cerâmicas de Sevilha, na Espanha. Na ocasião, elas foram levadas a Portugal pelo Rei D. Manuel I.

Além da influência espanhola, o azul da porcelana veio da China e o refinamento dos materiais foi originário da Holanda. Depois, no reinado de D. João V, os azulejos passaram a usar os mesmos motivos numa tendência para que as superfícies inteiras de parede fossem revestidas.

Por isso mesmo, o azulejo português foi amplamente utilizado nas igrejas, palácios e casas pertencentes à burguesia, no interior e no exterior, além dos jardins.

Com diversos motivos possíveis, os azulejos portugueses podem ser protagonistas de cenas históricas, religiosas, de caça, guerras e muitos outros acontecimentos, aplicados a paredes, pavimentos e tetos.

Presença do azulejo português nos dias de hoje

Até hoje, o azulejo português é utilizado e relembrado em todo o mundo. Ele tem mais de 500 anos de produção nacional e cobre fachadas e interiores de diversos estabelecimentos.

in http://blog.horizonportugal.com.br/noticias/entenda-a-origem-dos-azulejos-portugueses/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.