tempestades costeiras

Natureza, dados e tempestades costeiras

Eventos climáticos extremos como este estão a tornar-se mais comuns e as regiões costeiras são particularmente vulneráveis”, afirma Clara Armaroli, uma geomorfologista costeira especializada em dinâmica costeira (o modo como evoluem as linhas costeiras).

Em resposta, a Escola Universitária de Estudos Avançados (IUSS) de Pavia, Itália, está a liderar um projeto pan-europeu para desenvolver um sistema de alerta precoce para aumentar a resiliência costeira. Armaroli coordena o projeto, denominado Sistema Europeu de Sensibilização para as Inundações do Copernicus (ECFAS).

“Tendo em conta as alterações climáticas e a subida do nível do mar, sabemos que haverá um aumento da tendência e da magnitude das tempestades costeiras”, afirmou.

“O que é necessário é um sistema de sensibilização a nível europeu para tomar decisões informadas.”

O ECFAS foi criado para desenvolver uma prova de conceito para um sistema de alerta precoce para inundações costeiras. Está a desenvolver uma conceção funcional e operacional. Baseia-se em dados e utiliza ferramentas dos satélites de observação da Terra e dos Serviços Copernicus.

A intenção central é saber como os dados sobre o aumento das tempestades, a magnitude das inundações e o seu potencial impacto poderiam ser incorporados no Serviço de Gestão de Emergências da UE (Copernicus EMS).

O Copernicus EMS é um serviço de monitorização baseado no espaço, para a Europa e para todo o mundo, que utiliza dados de satélite para detetar sinais de catástrofes iminentes, sejam incêndios florestais, secas ou inundações de rios.

in jn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.